Participação da família no retorno às aulas é essencial

O início do ano letivo após um longo período com aulas presenciais suspensas ainda pode gerar inseguranças. Pais, alunos, professores e gestores estão diante de um novo momento e de novos desafios de aprendizagem. Primeiramente, cada família precisará tomar a decisão sobre a escolha do ensino presencial ou remoto. Cada realidade, demandará uma atenção especial. No caso da escolha pelo ensino remoto, por exemplo, é muito importante que a família esteja atenta aos aspectos socioemocionais, afinal, trata-se de bastante tempo sem o contato presencial. Independente da modalidade de ensino, é importante que as crianças sejam orientadas sobre a nova realidade da vida em coletividade.

Esse é o papel da escola e também da família. O cumprimento dos protocolos é também uma forma de respeito ao outro e isso precisa ser posto em prática agora, sobretudo por uma questão de saúde. Nesse momento de retorno, muitas regras da rotina escolar precisarão ser retomadas e a influência da família nesse sentido poderá ajudar muito e facilitar essa readaptação ao ambiente escolar”, afirma a gestora pedagógica do Colégio GGE, Anabelle Veloso.

O envolvimento da família começa pelo cuidado no cumprimento das regras da escola mesmo que as aulas estejam sendo assistidas de casa como, por exemplo, uso do fardamento, cumprimento dos horários, realização de tarefas e uso do microfone apenas quando for solicitado. “Essas ações refletem o sentimento de uma maior interação e poderão contribuir para as crianças que continuam assistindo aulas exclusivamente pelo meio remoto”, diz Anabelle.

De acordo com o gestor pedagógico do Colégio GGE, Tayguara Velozo, alguns estudos mostram que o principal fator que melhora o desenvolvimento escolar é o envolvimento da família na rotina escolar do filho. “Muito mais do que professores, estrutura, meio ambiente… A maior influência é a proximidade, o interesse e a participação da família”, pontua. Segundo ele, neste momento de ensino híbrido, a família precisa estar acompanhando o formato implantado, o desenvolvimento do aluno e explorando os desafios. “O que precisamos é que a família se envolva, participe e divida com a escola a forma de educar. Neste ponto, a reunião online, por exemplo, é facilitadora, já que evita o deslocamento da família até a escola”, pontua.

A adesão da escola a ferramentas de acompanhamento dos alunos também é importante. O Sistema de Gestão Pedagógica V4, oferecido pelo Sistema GGE de Ensino, por exemplo, é completo e disponibiliza visão estruturada e analítica de todos os sistemas pedagógicos, bem como de mecanismos que possam identificar oportunidades de melhorias, com base em processos de avaliação, interpretação de indicadores e entrega de feedbacks. Sendo assim, é possível identificar falhas e direcionar as ações dentro de toda a Instituição de Ensino, tornando-as mais efetivas e os métodos mais seguros.

Entre as ferramentas disponibilizadas está o Acompanhamento Formativo do Aluno (AFA). O recurso permite aos professores e à coordenação formativa atribuir uma nota para o comportamento do aluno, com o objetivo principal de oferecer aos pais a possibilidade do acompanhamento diário de seus filhos na escola. Via aplicativo, os pais têm acesso a todo relatório, bem como a solicitações de atendimento pedagógicos, caso necessárias. Além dos aspectos comportamentais, o mecanismo aborda situações pontuais como a ausência das tarefas e a falta de participação em sala; assim como pontos positivos, a exemplo do bom desenvolvimento de trabalhos ou de interação com os professores. É uma forma de dar aos familiares todas as informações necessárias para o acompanhamento do aluno.

E já que ainda estamos no período de pandemia e que festas e aglomerações devem ser evitadas, aproveitar momentos em casa, com os familiares mais próximos para jogar, assistir filmes, conversar em família são práticas que devem ser cada vez mais estimuladas. Isso deixa boas memórias, que certamente deverão interferir no resgate dos novos relacionamentos diante do novo normal.

Notícias Relacionadas

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.