Confira a cobertura fotográfica do GGE Cultural 2019

Diversas culturas se encontraram em forma de culinária, dança, música e encenações na edição 2019 do GGE Cultural, evento bienal que envolve professores, estudantes e famílias no desenvolvimento da aprendizagem, do repertório e do trabalho em equipe. Com o tema “Da história da arte à arte de contar histórias“, a programação envolveu unidades do Colégio GGE no Recife em Caruaru, durante os dias 5 e 19 de outubro, no GGE Caruaru e na Arena de Pernambuco.

As crianças do Ensino Fundamental 1 trouxeram para o evento encenações criadas a partir da contação de histórias. Em ambiente escolar, foram trabalhados os tipo de gêneros, os elementos das histórias, as características dos personagens; e tudo criou vida pelas mãos dos próprios alunos.

“Trabalhamos a arte de contar histórias através dos contos, dos livros, dos seriados, ao longo do ano. A ideia é ampliar o imaginário infantil, criamos um cenário para que as crianças vivenciem a história”, explica a gestora pedagógica da Educação Infantil e do Ensino Fundamental 1 do Colégio GGE, Anabelle Veloso.

Os pais aplaudiram apresentações como a origem do mundo segundo a mitologia chinesa, do 3° ano do Ensino Fundamental 1, Unidade Benfica, e a encenação da parábola bíblica do Filho Pródigo, ensaiada pela professora Tatiana Brandão.

“Toda essa construção está relacionada à contação de histórias”, completa Anabelle.

Culinária e Música

Também envolvidos na proposta do GGE Cultural, os alunos do Ensino Fundamental 2, que puderam aprenderam mais sobre cultura e culinária: origem, forma de fazer e história de alguns pratos bem característicos do Brasil e do exterior.

O grupo formado pelos alunos do 6° ano Matheus Lira, Luiza Carboni, Arthur Bandeira, Larissa Correia e Vinicius Ferreira aprendeu mais sobre a culinária mineira. A apresentação trouxe duas comidas bem típicas e populares: o pão de queijo e a ambrosia.

“Aprendemos sobre a importância do pão de queijo para a população de Minas Gerais, e que a ambrosia tem origem portuguesa”, resumiu Arthur. O grupo foi orientado pela professora de Geografia, Camila Lira.

Alunas do 6° ano da Unidade Boa Viagem, Maria Eduarda Rocha, Clarice Maciel e Sofia Nascimento trouxeram o cuscuz para o GGE Cultural.

“É tão nordestino que eu não sabia, antes, que o cuscuz é de origem africana, trazido para cá pelos portugueses”, disse Sofia.

Ao lado do amigo Fábio André, na voz, Carlos Neto tocou a música “Trem bala” ao violão. “Essa música é muito bonita e me faz pensar muito.Vou tocar e convidar vocês para uma reflexão”, disse Carlos, aluno do 9° ano do Ensino Fundamental 2.

Família presente

Fabiana Barbosa é mãe de Anne, aluna do Colégio GGE, e participou com a família da programação cultural. Aliás, de todo o processo até ali. “Eu também aprendi mais sobre a cultura, sobre os costumes dos chineses”, disse, sobre o trabalho da filha, que apresentou a culinária chinesa”, contou Fabiana.

Tio de Anne e também pai de alunos do Colégio, Silvio Ribeiro elogiou a iniciativa. “Esse tipo de atividade é fundamental para o desenvolvimento da personalidade deles e nós, família, devemos compartilhar sempre desses momentos”.

Caracterizada de chinesa, Anne listou tudo o que aprendeu no GGE Cultural e, em primeiro lugar, indicou o trabalho em grupo. “Houve estresse, mas tivemos que nos unir. No final, ficou mais que o assunto em si, mas o aprendizado com o grupo todo”

Gostou? Então, confira a seguir a cobertura fotográfica do GGE Cultural 2019:

Fonte: NE10

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.