A adaptação escolar acontece sempre que o aluno se depara com uma nova etapa de ensino, seja ela uma mudança de escola, de segmento ou de turma. O novo pode gerar insegurança e ansiedade em qualquer idade, mas na Educação Infantil esses sentimentos aparecem de maneira mais intensa, principalmente, devido à falta de maturidade emocional dos pequenos.

Para ajudar nessa transição, o Colégio GGE promove a semana de adaptação para os alunos novatos, cujo objetivo é deixá-los familiarizados com o ambiente escolar, professores, auxiliares, atividades pedagógicas e garantir que estejam preparados para iniciar um ano de muito aprendizado.

Confira a seguir 3 dicas que preparamos para que a adaptação do seu filho à nova escola seja um sucesso.

1) CONVERSAR SOBRE AS NOVIDADES

Para ajudar os pequenos no processo de adaptação os pais podem e devem estimular conversas sobre a nova escola, perguntando detalhes sobre a sala de aula, a professora, nome dos novos coleguinhas, atividades desenvolvidas, dentre outros assuntos.

O momento da conversa pode acontecer no caminho de volta para casa, na mesa de jantar ou até mesmo antes de dormir.  Esses momentos de troca são muito importantes e criam a abertura necessária para seu filho procurá-lo para falar sobre algum problema caso ocorra.

2) CRIE E MANTENHA UMA ROTINA

A rotina é um elemento importante no dia a dia da criança, por proporcionar estabilidade e segurança. Se um ambiente novo é introduzido em uma rotina já conhecida, o impacto percebido é bem menor.

Para ajudar a criança a se adaptar a uma nova rotina, uma dica importante é envolvê-la nas diferentes etapas do dia a dia, como fazê-la ajudar na organização da mochila e da farda no dia anterior, bem como na preparação do lanche na lancheira. Participar dessas atividades faz com que ela se sinta protagonista da mudança e ganhe mais segurança na adaptação.

3) APROXIME-SE DA ESCOLA

A aproximação dos pais com a escola não deve acontecer apenas no período de adaptação. A comunicação escola-família é fundamental durante toda a vida acadêmica da criança. Acompanhar o crescimento educacional dos filhos aumenta as habilidades sociais e diminui a chance de problemas comportamentais.

Estudos atestam que quanto maior o envolvimento dos pais nas experiências escolares das crianças, melhor o amadurecimento e o desenvolvimento do aprendizado. Em outras palavras, pais presentes são sinônimo de segurança para as crianças e a certeza de que o conhecimento está sendo absorvido da melhor forma.

Pais e escola devem formar uma equipe que trabalhe com base na colaboração e compartilhamento. Se, por um lado, a escola sozinha não é suficiente para garantir um bom rendimento escolar, por outro, os pais sozinhos também não conseguem oferecer educação integral. Juntos, apenas, poderão contribuir para o desenvolvimento e desempenho das crianças.

Gostou do texto? Deixe seu comentário sobre o conteúdo e confira a seguir as fotos da Semana de Adaptação dos alunos novatos: