Como ajudar seu filho na mudança de segmento de ensino?

A vida estudantil está cheia de mudanças, desde o início do colegial até a trajetória acadêmica. É natural que, com tantas novidades, também aumente a insegurança entre os estudantes para enfrentar esses novos desafios. Por este motivo, o apoio dos pais e das instituições de ensino é indispensável para que as fases de transição sejam vividas de forma adequada e mais tranquila possível. Na escola, os períodos de transição podem ser ainda mais desafiadores, levando em consideração que os jovens têm menos experiência de vida, especialmente os mais novos. A mudança do currículo pedagógico, com novos colegas de classe e professores, conteúdos e ambientes pode causar estranhamento e até impactar o rendimento escolar se não for devidamente acompanhada.

Essa transição é mais brusca no período de migração da Educação Infantil para o Ensino Fundamental, etapa em que o lúdico vai dando lugar a uma rotina mais focada em conteúdos específicos e em mais responsabilidades. Na Educação Infantil, as atenções estão voltadas para proporcionar o desenvolvimento integral das crianças em aspectos cognitivos, físicos e emocionais, para que se habituem a outro espaço que não seja o de casa com a família. Já no Ensino Fundamental, o processo, que era muito mais coletivo, passa a ter um direcionamento de aprendizagem mais individual, com mais atividades que são realizadas pelo aluno sozinho, com foco no conteúdo programado na grade curricular.

As mudanças não se restringem apenas à metodologia e ao conteúdo, no ambiente físico elas também acontecem. A sala de aula muda para comportar o crescimento dos alunos, dando a vez para cadeiras de formatos e tamanhos maiores e materiais e objetos com disposição e organização diferentes, que estimulem mais a autonomia. Como o Ensino Fundamental é a etapa mais longa da educação regular, a carga horária também aumenta, os alunos passam a ter mais professores, o número de estudantes por sala também costuma crescer e as atividades se tornam gradativamente mais complexas.

Educação Infantil

Para que as dificuldades de adaptação sejam sanadas, a gestora pedagógica do Colégio GGE, Anabelle Veloso, chama a atenção para a importância dos pais conhecerem bem as mudanças entre as fases de ensino para que possam ajudar seus filhos na adequação.

Anabelle Veloso

Anabelle Veloso

“É preciso que o diálogo entre a família e a escola esteja afinado para que os pais conheçam o que representa a mudança e entendam dentro do Colégio o que muda para o aluno: regras, materiais, equipe pedagógica, disciplinas que serão estudadas”, explica.

A especialista dá algumas dicas para família e escola que podem tornar o processo mais fácil:

  • Respeitar as necessidades de cada estudante, conforme a idade, é fundamental, para que eles se sintam ouvidos e seguros;
  • Observar constantemente se os alunos estão apresentando dificuldades e se colocar à disposição para ajudá-los;
  • Conversar sobre a mudança da figura do professor generalista para especialista, destacando sua importância para essa nova fase;
  • Dialogar sobre como os alunos estão se sentindo em relação às novas exigências;
  • Ressignificar as aprendizagens e métodos anteriores e despertar a curiosidade do estudante sobre os novos formatos e estimular uma atitude crítica em relação aos novos conteúdos
  • Validar cada evolução que os alunos apresentem para que se sintam capazes de alcançar seus objetivos e valorizados pelos seus esforços.

“Através do diálogo, os pais podem fazer com que os filhos entendam que novos desafios requerem estratégias diferentes. Normalmente, com as mudanças de segmento, existe a necessidade de uma maior dedicação por parte do aluno e ele precisa entender a importância disso antes de mais nada, sendo ensinado a encarar as mudanças como algo positivo. O novo vem para nos oportunizar descobertas e novas conquistas e é fundamental para um crescimento sadio ter essa percepção logo cedo”, finalizou a gestora pedagógica, Anabelle Veloso.

Ensino Fundamental
E-book Ensino Integral

Notícias Relacionadas

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.