Adolescência: como lidar com os filhos nessa fase?

Diálogo, respeito e compreensão da família e da escola são importantes para encarar os desafios

A adolescência, faixa etária entre a infância e a fase adulta que vai dos 10 aos 19 anos, tem fama de turbulenta por ser marcada por ansiedade, transições significativas no corpo, contestação, descobertas e uma certa dose de irritação e rebeldia que fazem parte, tendo em vista todas essas mudanças psicológicas, físicas e hormonais, em curto espaço de tempo. Mas, nem sempre é fácil lidar com esse momento, principalmente para os pais que, vindos de outra geração, sentem mais dificuldades de se comunicar com os filhos, que já possuem uma linguagem própria, mais autonomia e interesses cada vez mais individualizados.

Por outro lado, para os adolescentes também não é fácil se entenderem no meio de tantas mudanças e as reclamações sobre a realidade, as obrigações, a rotina e até mesmo o comportamento dos pais se tornam comuns. Neste momento da vida dos jovens, os pais contam ainda mais com a experiência da escola para lidar com essas mudanças no corpo e no comportamento de maneira mais adequada para que esse crescimento aconteça da forma mais saudável possível para que, na fase adulta não haja traumas desse processo. Mas, afinal, como lidar com os desafios propostos pela adolescência?

Apenas uma coisa é certa e possível de afirmar: não existe uma receita concreta e perfeita, aliás, a adolescência é complexa e afeta cada indivíduo de uma maneira diferente. Para Aline Santana, psicóloga do Colégio GGE de Boa Viagem, no Recife, os pais devem compreender que a adolescência se trata de um fenômeno social e aconselha:

Se há uma instrução a ser dada, esta é: conecte-se com seu filho e com o filho que você foi, desligue o wi-fi, busque saber como foi o dia a dia na escola e conhecer as novas amizades e gostos. É fundamental se interessar pelas músicas, pelos filmes e séries deles, buscando se atualizar e, principalmente, estar presente em momentos especiais para os filhos”, defende. 

A especialista orienta ainda que a habilidade principal para lidar com os desafios dos jovens é ter paciência.

“Os adolescentes ainda não estão preparados para tantas mudanças que essa fase pode despertar, portanto, é muito complicado para cada um lidar com isso. Para eles, uma das maiores dificuldades desse momento é lidar com os conflitos físicos e emocionais”, alerta. Para amenizar essas dificuldades e tornar o dia a dia mais fácil, a psicóloga destaca que ter uma rotina é indispensável. “É importante que os jovens busquem equilíbrio e estabeleçam uma rotina com organização, sem deixar de tirar um tempo para estudar, dormir, comer, se divertir e estar com os amigos, reduzindo os danos à saúde do adolescente e da família. O comportamento deles precisa ser observado dia a dia, caso fiquem muito isolados ou agressivos, é necessário procurar ajuda especializada”, finalizou.

Notícias Relacionadas

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.