Durante a II unidade, nossas turmas do 1º ano do Ensino Médio Medicina vivenciaram Aulas Práticas sobre DNA, realizadas nas unidades Boa Viagem e Paissandu. Quando os estudantes são inseridos no laboratório, eles deixam de ser meros observadores para se tornarem agentes atuantes na sua aprendizagem. Este tipo de metodologia não apenas reforça os conteúdos trabalhados em sala de aula, como também estimula o interesse pelo aprendizado e a busca pelo conhecimento.

Nas experiências, os alunos aprenderam que o DNA (desoxirribonucléico) é uma molécula presente nas células de todos os seres vivos, desde as mais simples bactérias até as células humanas, que carregam todas as informações genéticas. A estrutura do DNA é em forma de dupla-hélice (mas não é visível a olho nu) e, junto com as interações com o ambiente, é muito importante por ditar as características de cada um de nós.

Os estudantes fizeram experimentos para extrair o DNA vegetal do núcleo da célula, utilizando morangos e detergente. Eles amassaram as frutas e adicionaram o detergente, quebrando as células e liberando o DNA do núcleo. Em seguida, com acréscimo de sal e álcool, conseguiram separar o DNA do restante das substâncias das células, aparecendo em uma interface entre o álcool e a mistura aquosa. Depois, realizaram a extração do DNA humano, na qual foi utilizada uma solução de bochecho com água e sal corante azul no álcool para evidenciar as estruturas a olho nu.

O Colégio GGE, além de ter um alto índice de aproveitamento em suas aulas teóricas, também dispõe de projetos focados no uso sistematizado dos laboratórios de suas unidades de ensino, envolvendo alunos, a partir do 6º ano do Ensino Fundamental 2 até o Ensino Médio, para que possam praticar todo seu aprendizado realizando experiências.

Esse diferencial encontra-se na capacidade do colégio em fornecer um roteiro sequencial de aulas práticas, onde o estudante não apenas vê e não apenas escuta. Agora ele constrói, ele mede, ele busca os resultados experimentais que a teoria de seu livro didático cita continuamente.

O GGE possui normas para o funcionamento do laboratório, como: a utilização de EPI’s (equipamento de proteção individual), alimentos e bebidas são proibidos, toda experiência é devidamente acompanhada pelo professor responsável, etc. Além de prezar pela qualidade do ensino, a segurança dos estudantes e de seu corpo docente é uma preocupação fundamental para um bom funcionamento das aulas práticas.

Para além de todas as vantagens formativas do educando, o colégio adapta-se ao modelo curricular proposto pelo ENEM, onde atualmente apenas o livro didático não integraliza a formação, também é necessário compreender e visualizar os fenômenos para discutir e chegar a uma conclusão.

Confira a seguir as fotos do 1º ano do Ensino Médio Medicina no Projeto de Laboratório de Biologia da II unidade:

Boa Viagem

Paissandu

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.