Colégio GGE – Recife-PE

Home  »   Reportagens  »  Aulas vivenciadas  »  Detalhe

Alunos da 5ª série do GGE criam clones nos laboratórios da UFRPE

Quando surgiu a notícia da clonagem da ovelha Dolly, em 1996, muita gente, até mesmo do meio científico, duvidou do feito dos cientistas escoceses. Menos de uma década depois, estudantes da 5ª série do GGE já conseguem criar cópias de vegetais em laboratórios, utilizando as técnicas de clonagem. O feito dos alunos é uma das atividades do projeto “Clonagem Vegetal – Recuperando a mata ciliar pernambucana”, uma pareceria entre a Universidade Federal Rural de Pernambuco e o Colégio GGE.

Coordenados pelos professores Marcos Alexandre Barrros (GGE) e pela professora Dra. Lília Villadino (UFRPE), os alunos do GGE visitaram, na segunda semana de abril, o Laboratório de Cultura de Tecidos-UFRPE, onde os alunos tiveram aulas práticas e teóricas sobre clonagem vegetal, culminando com a multiplicação in vitro de espécies da Mata Ciliar Pernambucana pelos próprios alunos.

Durante os próximos meses, além de acompanhar o desenvolvimento das mudas pelo site do colégio, os alunos discutirão em sala de aula e pela Internet a importância da recuperação da mata ciliar com o objetivo de favorecer a transposição do Rio São Francisco. Para o professor Marcos Alexandre, o projeto é pioneiro por tratar da recuperação de espécies da Caatinga pernambucana e por desmistificar o processo de clonagem, hoje uma tecnologia acessível até mesmo a crianças”.

O projeto vai se estender no segundo semestre com a ida dos alunos para o interior de Pernambuco a fim de plantar as espécies clonadas na universidade nas margens do Rio São Francisco.

[nggallery id=74]

Enviar um comentário